Quarto Livro de Crónicas

By António Lobo Antunes

Este 4to livro de crónicas de António Lobo Antunes é uma selecção de seventy nine crónicas publicadas na revista Visão. Nestes pequenos textos, António Lobo Antunes evoca lugares, personagens, retratos do quotidiano e memórias de infância. Não morreste na cama mas morreste entre lençóis de steel horrivelmente amachucados na auto-estrada de Cascais para Lisboa e a gente ali, diante do teu caixão, tão tristes. Começa assim a quarta crónica deste livro e é um bom exemplo da intensidade dramática de alguns textos que sendo muito mais acessíveis ao público do que os seus romances não descuram uma strong point componente literária. E com uma narrativa que nos surpreende sempre pela genialidade como junta as palavras para formar cada frase, António Lobo Antunes leva-nos da tristeza à alegria e arranca-nos sorrisos pela forma como se ri de si próprio e das pequenas fraquezas de cada um de nós e que "apanha" e retrata como ninguém.

Show description

Quick preview of Quarto Livro de Crónicas PDF

Similar Romance books

The Monk Downstairs (Plus)

Rebecca Martin is a unmarried mom with an house to hire and a feeling that she has used up her illusions. I had the romantic factor with my first husband, thanks greatly, she tells a hapless suitor. i am thirty-eight years outdated, and i have bought a daughter studying to learn and a task i do not fairly like.

The Fault in Our Stars

Regardless of the tumor-shrinking clinical miracle that has received her many years, Hazel hasn't ever been something yet terminal, her ultimate bankruptcy inscribed upon analysis. but if a beautiful plot twist named Augustus Waters without warning appears to be like at melanoma child aid staff, Hazel’s tale is ready to be thoroughly rewritten.

Manners & Mutiny (Finishing School)

If one needs to flirt. .. flirt with possibility. classes within the artwork of espionage aboard Mademoiselle Geraldine's floating dirigible became tedious with out Sophronia's candy sootie cleaning soap within reach. She could a lot otherwise be utilizing her talents to thwart the dastardly Picklemen, but her matters approximately their depraved intentions are missed, and now she's uncertain whom to belief.

Texas Rich

The intense novel that introduces the unforgettable Coleman family—and the bright heroine who started a strong American dynasty   younger Billie Ames naively fell for the intriguing pilot Moss Coleman on the Philadelphia military backyard in the course of global struggle II. inside a number of months she was once pregnant, married, and touring around the nation to Austin .

Additional info for Quarto Livro de Crónicas

Show sample text content

O que a long wayá o senhor João depois de meter a chave na fechadura? O que faremos nós se a noite não acabar nunca? Convoco os meus mortos, os meus vivos, aqueço as mãos na saudade de ti, e aquecer as mãos na saudade de ti há-de chegar para ser feliz. As vidas além das cortinas iguais à minha? Diferentes? Compro um lustre assustador? Não compro? Cheio de pingentes de plástico, de vidro? Qual o meu nome verdadeiro debaixo do António que as pessoas conhecem? Não tenho nome: sou estas mãos, este corpo, esta caneta que escreve.

Não se atrevem a ir embora dos apeadeiros, permanecem à espera. De quem? Três da manhã de vinte e sete de julho, onze e quarenta e oito de doze de novembro. Suspendo esta crónica, poiso a cabeça nos cotovelos dobrados e vejo a minha mãe, tão nova, a subir a travessa de regresso das compras. period bonita, tinha olhos da cor do musgo que cresce nos muros antigos. Na primeira fotografia que existe de mim estou ao seu colo. Sei que nunca nos demos bem mas não quer pegar-me ao colo outra vez nem que seja um bocadinho só?

Tenho medo de olhar o micro-ondas e fraquejar. Ou o aspirador. Ou o frigorífico. Os electrodomésticos, o ramo dele. De maneira que me encho de coragem, penso – Sou a Idália e entro com serenidade na cozinha onde a máquina de lavar roupa anda com os lençóis à roda no óculo, a estremecer. Resta-me a consolação de não ser european quem estremece. Há bichinhos que não estremecem nunca. ONDE O POBRE ESCRITOR COMEÇA Vou começar a escrever o meu livro no dia 25 de fevereiro. Como tenho sempre muito medo marco uma information para obrigar-me a trabalhar e entretanto armo um esboço de plano para o destruir em seguida, plano que inclui o número de capítulos, nomes, inícios de frases, uma estrutura que não seguirei mas de que necessito como ponto de apoio para depois rasgar à medida que o texto se faz, ou ecu o faço, ou nos fazemos um ao outro.

Lá no cheiro da terra em África (a guerra das migalhas, prestes a começar, interessa-me mais do que o facto de pertencer a outro sítio. E a pulseira de oiro é um adereço do caraças, enorme, pesadíssima, próspera. Ficar-me-ia bem? ) No cheiro da terra em África (a senhora do estendal, por enquanto, fica-se pelos – Parece impossível a senhora da toalha, mais decidida, avança o peão do rei – Até parece que a sua roupa vale alguma coisa o marido que torce a cabeça, para o alto anima-se –A sua, por acaso, é melhor?

Nenhum deles deu fé. O homem inclinou-se para diante e endireitou a peça caída. Dava ideia de não existir mais nada no mundo, nem sequer a revista aberta nos joelhos. A mulher, que existia ainda menos que a revista, disse – Não falas? com qualquer coisa como um projecto de lágrima numa das pálpebras, não uma lágrima, uma aguazinha vaga a hesitar. O homem aperfeiçoava a posição das peças no tabuleiro de xadrez, colocando-as no centro dos quadrados que não eram pretos e brancos, eram azuis e verdes, de mármore, estriados de roxo.

Download PDF sample

Rated 4.74 of 5 – based on 15 votes